Dólar na BM&F sobe 0,26% na abertura, a R$ 2,099

O dólar abriu hoje em alta. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) a moeda norte-americana começou o dia com ganho de 0,26%, cotada a R$ 2,099, em relação ao fechamento de ontem. Ontem, o Banco Central (BC) realizou mais um leilão de compra de moeda. A autoridade monetária acatou somente quatro propostas na operação na qual definiu taxa de corte de R$ 2,0937. Ao final do pregão, os cálculos nas mesas apontavam para uma compra superior a US$ 600 milhões e os investidores reagiram com alta nas cotações nos negócios feitos no mercado futuro eletrônico. Na manhã de hoje, os comentários eram de que, com mais ou com menos agressividade, o fato é que o BC está enxugando o mercado em quantidades acima do que vinha ocorrendo e isso significa que a liquidez vai secando. Mas há dúvidas sobre a sustentação dessa trajetória de alta no decorrer do período da manhã. O mercado deve firmar-se conforme for se apresentado o fluxo do dia, as apostas dos investidores para o leilão do BC de hoje e o comportamento do mercado internacional. Por ora, no exterior a expectativa é positiva e marcado, principalmente, por commodities e noticias corporativas. O preço do petróleo recua e os metais mostram volatilidade. Vale registrar que nesta sexta-feira começa a reunião do G7 (os sete países mais ricos do mundo) e o mercado de moedas internacional vai acompanhar atentamente qualquer discussão que se faça em torno da relação dólar/iene.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.