Dólar opera em forte queda, de mais de 2%

Moeda se alinhou ao desempenho negativo do dólar nos EUA, onde agentes financeiros reduzem posições após indicadores ruins da economia norte-americana

Agência Estado, Atualizado às 15h39

18 de novembro de 2013 | 09h42

SÃO PAULO - O dólar abriu nesta segunda-feira, 18, em queda ante o real no mercado à vista, alinhado ao desempenho negativo da moeda norte-americana em relação a seus principais pares no exterior. O recuo era acentuado às 15h39, de 2,28%. A moeda americana estava cotada no horário a R$ 2,267.

No mínima do dia, às 15h09, era vendida a R$ 2,266, em queda de 2,33%.

Os indicadores ruins dos Estados Unidos divulgados na sexta-feira reforçaram os sinais dados por Janet Yellen, durante sabatina no Senado na quinta-feira, 14, de que os estímulos à economia podem não ser retirados neste ano. Yellen foi indicada por Barack Obama para ocupar a presidência do Fed em 2014 e a decisão dos senadores deve ser anunciada nesta semana.

No mesmo horário, o Banco Central vendeu todos os 10 mil contratos de swap cambial ofertados hoje, no valor de US$ 495,8 milhões - a operação equivale à venda de dólares no mercado futuro. No caso dos papéis que têm prazo mais curto, 5 de março do ano que vem, foram comercializados 250 swaps cambiais, no valor de US$ 12,5 milhões. Em relação aos contratos que vencem em 2 de junho de 2014, foram vendidos 9,750 mil swaps (US$ 483,3 milhões).

Os papéis negociados pelo BC hoje terão como data de emissão e liquidação o dia 19/11/2013. Esta operação com dois vencimentos faz parte do programa de leilões diários no mercado cambial anunciado no dia 22 de agosto e que conta com operações de swap de segunda a quinta-feira, no valor de US$ 500 milhões cada, além de leilão de linha às sextas-feiras, no total de US$ 1 bilhão. Até o fim do ano, o BC espera ofertar cerca de US$ 100 bilhões por meio desses leilões diários.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.