Dólar passa por ajuste e cai 0,55% para R$ 1,622

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista recuou 0,37% para R$ 1,6245

Márcio Rodrigues, da Agência Estado ,

24 de maio de 2011 | 17h05

O dólar comercial caiu 0,55% hoje e fechou as negociações no mercado interbancário de câmbio cotado a R$ 1,622. No mês, o dólar acumula alta de 3,05%. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista recuou 0,37% para R$ 1,6245. O euro comercial teve leve baixa de 0,04% e encerrou o dia a R$ 2,29. O Banco Central fez um leilão de compra de dólares no mercado à vista, à tarde, cuja taxa de corte das propostas foi de R$ 1,6243.

Depois de passar boa parte do dia apenas com leve queda, sem que as mudanças no IOF para títulos privados de renda fixa de curto prazo e a melhora na perspectiva do rating brasileiro, de estável para positiva, anunciada ontem à noite pela agência de classificação de risco Standard & Poor's, fizessem preço de fato, o dólar acelerou as perdas em relação ao real no fim da tarde, à medida que a Bovespa ampliava seus ganhos. De qualquer forma, na avaliação de operadores, esse movimento esteve mais relacionado a alguns ajustes depois dos ganhos de ontem, aqui e no exterior, do que a reflexos das notícias do dia.

No exterior, a melhora de boa parte das moedas hoje parece mais um ajuste dos investidores ao desempenho fortemente negativo de ontem em relação ao dólar. Entre os indicadores, a confiança das empresas da Alemanha permaneceu estável em 114,2 em maio, perto da máxima recorde atingida em fevereiro, superando as estimativas dos analistas (113,7) e mantendo a pressão para que o Banco Central Europeu (BCE) eleve as taxas básicas de juros novamente em breve.

Enquanto isso, os temores em relação às dívidas dos países periféricos da zona do euro permanecem. Na Grécia, por exemplo, o líder do principal partido de oposição do país, o Nova Democracia, rejeitou as novas medidas do governo para reduzir o déficit orçamentário grego e criticou o partido governista por seguir uma política mal orientada de reforma fiscal e econômica. Nesse ambiente, por volta das 17h, o euro subia a US$ 1,4109, de US$ 1,4048 no fim da tarde de ontem em Nova York.

Câmbio turismo

Nas operações de câmbio turismo, o dólar registrou queda de 0,58% hoje, cotado a R$ 1,713 na venda e a R$ 1,603 na compra. Desde o começo do mês, o dólar turismo acumula alta de 5,09%. O euro turismo ficou estável a R$ 2,42 (venda) e R$ 2,283 (compra), com leve baixa acumulada de 0,12% no mês.

Tudo o que sabemos sobre:
câmbiodólareuromoedas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.