Dólar perde força frente ao euro e ao iene

O dólar perdeu força frente ao euro e ao iene nesta quarta-feira, 5, após a divulgação de dados mistos da economia dos EUA ter levado os investidores à cautela nas negociações antes da divulgação do Relatório de Emprego na sexta-feira, 7. O mercado privado dos EUA criou 175 mil empregos em janeiro, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira pela Automatic Data Processing/Macroeconomic Advisers (ADP/MA). O dado veio abaixo da previsão de analistas.

AE, Agencia Estado

05 de fevereiro de 2014 | 21h25

Por outro lado, o índice de atividade dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços dos EUA, medido pelo Instituto para Gestão de Oferta (ISM), subiu para 54,0 em janeiro, de 53,0 em dezembro. O resultado veio acima das expectativas de analistas.

Os dados foram divulgados antes do esperado número do mercado de trabalho, dado importante para avaliar a saúde da economia americana, na opinião de muitos analistas. Os investidores também devem se manter alertas com a decisão de política monetária do Banco Central Europeu nesta quinta-feira, 6. As apostas cada vez maiores são de o BCE flexibilizar ainda mais a política monetária no esforço de estimular a economia da região. Um corte nos juros pelo BCE nesta quinta-feira seria negativo para o euro.

No fim da tarde em Nova York, o dólar estava cotado a 101,41 ienes de 101,62 no fim da quarta-feira, enquanto o euro valia US$ 1,3531 de US$ 1,3517. A libra era negociada a US$ 1,6308 de US$ 1,6322, o dólar australiano a US$ 0,8913 de US$ 0,8924 e o dólar da Nova Zelândia a US$ 0,8211 de US$ 0,8240, no fim da quarta-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Moedas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.