Dólar pode atingir R$ 2,00 e fechar 2007 a R$ 2,15, prevê Merrill Lynch

A moeda brasileira deverá continuar tendo suporte ao longo de 2007, com cotação projetada em R$ 2,00 por dólar no final da primeira metade do ano e fechando 2007 em R$ 2,15 diante do dólar, segundo previsão da equipe de estratégia do banco Merrill Lynch para mercados emergentes coordenada por Tulio Vera. "Nós continuamos a esperar que o Banco Central (BC) intervenha no mercado à vista para suavizar a apreciação do câmbio", escreveu a clientes. Para o próximo ano, apenas "depreciação marginal" é prevista. "A moeda brasileira deve encerrar o ano em R$ 2,15 à medida que o juro doméstico e o superávit da balança comercial tiverem declínio. Para 2008, nós esperamos apenas uma depreciação marginal ante o dólar, fechando o ano em R$ 2,18 (diante do dólar)", acrescentou. Túlio avalia que há espaço para que o BC conduza a taxa básica de juros (Selic) da economia para o nível de 11,50% até o final do ano. Contudo, o analista reconhece que a principal parte do ciclo de flexibilização monetária "já está atrás de nós", uma vez que 700 pontos-base foram cortados da Selic desde dezembro de 2005.N

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.