Dólar reage ao Fed e sobe diante das principais moedas

O dólar subiu diante das principais moedas, em reação a indicadores positivos divulgados nos EUA e como reflexo das expectativas geradas pela reunião do Federal Reserve na quarta-feira, 19. O programa de compras de bônus do Fed terá uma nova redução de US$ 10 bilhões a partir de abril e a revisão das projeções econômicas indica que 13 de 16 dirigentes do Fed têm a expectativa de que as taxas de juro de curto prazo começarão a ser elevadas em 2015.

Agencia Estado

20 de março de 2014 | 19h52

O índice de atividade industrial do Fed de Filadélfia subiu a 9,0 em março, de -6,3 em fevereiro; o índice dos indicadores antecedentes da Conference Board subiu 0,5% em fevereiro; e o número de pedidos de auxílio-desemprego feitos na semana passada ficou em 320 mil, em linha com a expectativa, apesar do crescimento de 5 mil em relação à semana anterior.

"Estamos surfando na onda do que foi anunciado após a reunião do Fed. Estamos vendo um impulso que está puxando o dólar para cima", disse o estrategista David Katzive, do BNP Paribas.

Brian Daingerfield, estrategista da RBS Securities, também observou que o Fed abandonou a referência a uma taxa de 6,5% como parâmetro para o início das discussões sobre quando começar a elevar as taxas de juro de curto prazo. "Com a sinalização muito mais focada na dependência de indicadores e a expectativa de que os números melhorem, as duas coisas são positivas para o dólar", acrescentou.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,3780, de US$ 1,3832 ontem; o iene estava cotado a 102,38 por dólar, mesmo nível de ontem. Frente à moeda japonesa, o euro estava cotado a 141,10 ienes, de 141,60 ienes ontem. O franco suíço estava cotado a 0,8842 por dólar, de 0,8808 por dólar ontem, e a 1,2178 por euro, de 1,2182 por euro ontem. A libra estava cotada a US$ 1,6506, de US$ 1,6540 ontem. O dólar australiano estava cotado a 0,9050 por dólar, de 0,9044 por dólar ontem. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
moedasmundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.