Dólar recua ante iene em dia de poucas oscilações

O dólar registrou leve queda ante o euro e o iene nesta segunda-feira. Embora tenha se mantido em baixa durante praticamente todo o dia, a moeda oscilou dentro de uma faixa estreita de negociação.

AE, Agência Estado

23 de junho de 2014 | 21h40

O dólar esboçou alguma reação após o anúncio de um número melhor que o esperado para o índice dos gerentes de compras (PMI) industrial dos EUA, que subiu para 57,5 em junho, no maior nível desde maio de 2010. As vendas de imóveis usados em maio também surpreenderam positivamente o mercado.

No entanto, logo em seguida a moeda norte-americana voltou a perder força e continuou a ser negociada sem fortes oscilações.

Durante a madrugada, o dólar chegou a cair pressionado pela forte leitura do PMI industrial da China, que retornou à expansão pela primeira vez no ano. O dado fortaleceu principalmente moedas de economias atreladas a commodities, como o dólar australiano.

No fim da tarde em Nova York, o dólar recuava para 101,98 ienes, de 102,11 ienes no fim da tarde de ontem. No mesmo momento, o euro marcava ligeira alta para US$ 1,3602, de US$ 1,3593, e tinha queda para 138,68 ienes, de 138,81 ienes ontem. A libra esterlina subia para US$ 1,7028, de US$ 1,7012. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Mundocâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.