Dólar recua frente ao iene após dados negativos dos EUA

O dólar perdeu terreno nesta segunda-feira, 22, ante as principais moedas, interrompendo seu rali antes de chegar à barreira psicológica de 100 ienes. Indicadores negativos da economia dos EUA pressionaram a moeda norte-americana e reacenderam as preocupações com a recuperação econômica do país.

Agencia Estado

22 de abril de 2013 | 18h36

O Federal Reserve de Chicago informou que seu índice de atividade nacional recuou para -0,23 em março, de 0,76 em fevereiro. A leitura negativa indica crescimento econômico abaixo da tendência histórica. As vendas de moradias usadas nos EUA, por sua vez, tiveram uma queda inesperada de 0,6% em março, segundo a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês), em vez de subirem 0,8% como previsto. Além disso, os números de janeiro foram revisados em baixa, para 4,95 milhões de unidades.

Diversas semanas de dados decepcionantes desaceleraram o rali do dólar ante o iene, apesar do grande pacote de estímulos anunciado pelo Banco do Japão (BoJ) no início do mês. Analistas afirmam, no entanto, que haverá mais fraqueza do iene no futuro, na medida em que os estímulos do BC japonês pressionam os yields (retorno ao investidor) dos bônus do governo, forçando instituições japonesas a investirem no exterior.

"Continuamos a ver apostas contra o iene como sendo as mais atraentes", disse Steve Englander, estrategista do Citi em Nova York. Os investidores buscarão novas diretrizes na reunião do BoJ, nesta sexta-feira, apesar de não haver expectativa de novos anúncios.

No fim da tarde em Nova York, o dólar caía para 99,22 ienes, de 99,48 ienes no fim da tarde de sexta-feira, após atingir a máxima intraday de 99,89 ienes. Já o euro subia para US$ 1,3035, de US$ 1,3150, mas caía para 129,65 ienes, de 129,85 ienes. Enquanto isso, a libra estava em US$ 1,5282, de US$ 1,5228. O índice Wall Street Journal do dólar, que acompanha seu desempenho ante uma cesta de moedas, estava em 73,898, ante 73,987. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
dólareurofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.