Dólar recua por conta de movimentos técnicos

A despeito da cautela com que o mercado internacional espera o resultado da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), os investidores em câmbio no Brasil aceleram a queda das cotações do dólar. Os operadores atribuem o movimento aos interesses pela formação de uma ptax (taxa média do dólar) em baixa, que maximizará os lucros de boa parte dos investidores na liquidação, amanhã, dos contratos futuros de fevereiro. O fluxo, positivo pelo segmento comercial, auxilia a trajetória. A ptax é a taxa usada para o vencimento desses contratos. Às 12h09, o dólar comercial caía 0,21% e valia R$ 2,126. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista tinha desvalorização de 0,23% e era cotado a R$ 2,125.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.