Dólar recupera terreno frente ao euro e ao iene

O dólar subiu diante das principais moedas nesta segunda-feira, 21, recuperando terreno depois da queda forte da semana passada, quando os investidores mostravam preocupação com os possíveis efeitos do impasse sobre a questão fiscal na economia. O potencial para uma desaceleração na recuperação econômica levou muitos participantes do mercado a adiar suas previsões de quando o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano)começará a reduzir seu programa de estímulo.

Agencia Estado

21 de outubro de 2013 | 19h44

"O consenso é de que uma redução no programa do Fed neste ano é cada vez mais improvável, por causa do fechamento do governo", disse o estrategista Dan Katzive, do BNP Paribas.

Ao injetar liquidez no sistema financeiro com suas compras de US$ 85 bilhões ao mês em bônus, o Fed tem contribuído para a debilidade do dólar. Mais cedo, o presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, disse que serão necessários os indicadores de emprego de alguns meses para que o Fed decida sobre a redução do programa de estímulo.

Os dados do nível de emprego em setembro, que deveriam ter saído na primeira de outubro, serão divulgados nesta terça, 22; a expectativa de economistas ouvidos pela Dow Jones é de que tenham sido criados 180 mil postos de trabalho e que a taxa de desemprego tenha ficado estável em 7,3%.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,3676, de US$ 1,3687 na sexta-feira; o iene estava cotado a 98,18 por dólar, de 97,73 por dólar na sexta-feira. Frente à moeda japonesa, o euro estava cotado a 134,29 ienes, de 133,76 ienes na sexta-feira. O franco suíço estava cotado a 0,9024 por dólar, de 0,9019 por dólar na sexta-feira, e a 1,2340 por euro, de 1,2345 por euro na sexta-feira. A libra estava cotada a US$ 1,6144, de US$ 1,6183 na sexta-feira. O dólar australiano estava cotado a US$ 0,9653, de US$ 0,9678 na sexta-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
moedas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.