Dólar segue cautela no exterior e encerra em alta

Com avanço de 0,5%, a cotação da moeda dos EUA fechou a R$ 2,0200 no mercado à vista

Luciana Antonello Xavier, da Agência Estado,

22 de abril de 2013 | 17h19

O dólar à vista no balcão fechou em alta ante o real nesta segunda-feira, 22, influenciado pelo ambiente mais cauteloso no exterior. Diante de um quadro persistente de fluxo de saída de recursos do País, o resultado da balança comercial, que voltou a ficar negativo na terceira semana do mês, ajudou a manter o fôlego da moeda norte-americana.

No exterior, os mercados mostraram otimismo moderado após indicadores fracos sobre a economia dos Estados Unidos e o balanço trimestral pior do que o esperado da Caterpillar.

No mercado à vista, o dólar fechou em alta de 0,50%, a R$ 2,0200, tendo oscilado entre uma mínima de R$ 2,011 (+0,05%) e uma máxima de R$ 2,021 (+0,55%). No mercado futuro, o dólar para maio subia 0,42%, para R$ 2,022. O dólar pronto na BM&F teve alta de 0,43%, a R$ 2,018, na máxima.

A balança comercial brasileira teve déficit de US$ 2,271 bilhões na terceira semana de abril, o maior resultado negativo semanal da série histórica do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O resultado reverteu a leve melhora observada em março e nas duas primeiras semanas de abril. No mês, a balança tem déficit de US$ 1,333 bilhão.

Nos EUA, o Federal Reserve de Chicago informou que seu índice de atividade nacional recuou para -0,23 em março, de 0,76 em fevereiro. A leitura negativa indica crescimento econômico abaixo da tendência histórica. Já as vendas de moradias usadas tiveram uma queda de 0,6% em março ante fevereiro, contrariando uma expectativa de alta de 0,8%.

No front corporativo, o lucro da Caterpillar caiu 45% no primeiro trimestre do ano, para US$ 1,31 a ação, de um lucro de US$ 1,59 bilhão, ou US$ 2,37 a ação, no mesmo período do ano passado, enquanto analistas esperavam um lucro de US$ 1,40 a ação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.