Dólar sobe a R$ 2,07, com entrevista de Sílvio Pereira

O dólar comercial encerrou a segunda-feira com elevação de 0,73%, a R$ 2,070. A moeda norte-americana oscilou entre a máxima de R$ 2,071 e a mínima de R$ 2,059. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista também fechou cotado a R$ 2,070 (+0,73%). A piora do cenário político, depois das declarações dadas pelo ex-secretário do PT Sílvio Pereira à imprensa, alterou ligeiramente o comportamento do mercado financeiro doméstico e foi o principal fato a sustentar a valorização do dólar hoje. Os compradores foram incentivados também pela trajetória de alta apresentada pelas taxas de juros dos EUA, que reflete a apreensão do mercado internacional com a proximidade da reunião do comitê de política monetária do banco central norte-americano, na quarta-feira. As informações dadas pelo ex-secretário petista não soaram exatamente como novidade, mas reacenderam a crise política que já dura quase um ano. E, com a proximidade das eleições presidenciais, o fato ganha peso porque o mercado financeiro não gosta de nenhum tipo de instabilidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.