Dólar sobe após sessão volátil e fecha a R$ 2,95

Moeda passou a subir por conta do resultado do encontro de política monetária do Fed; mercado alimenta expectativa sobre alta do juro

Claudia Violante, O Estado de S. Paulo

29 Abril 2015 | 10h49

SÃO PAULO - A agenda carregada nesta quarta-feira, 29, trouxe volatilidade ao câmbio doméstico, que transitou entre altas e baixas em diferentes oportunidades da sessão. 

O dólar comercial terminou o dia em alta de 0,48%, a R$ 2,954. Na mínima, marcou R$ 2,9140 e, na máxima, R$ 2,9610. No mês, acumula baixa de 7,69%, mas, em 2015 até agora, sobe 11,26%. 

A moeda abriu em alta, seguindo a trajetória do dólar no exterior, mas o fraco resultado do PIB do primeiro trimestre dos EUA puxou as cotações para baixo e o real passou a se valorizar. A formação da Ptax, taxa usada de referência para contratos e operações financeiras, reforçou esse movimento de queda para o dólar, que perdurou até o começo da tarde. 

À tarde, por conta da divulgação do resultado do encontro de política monetária do Federal Reserve, banco central dos EUA, a moeda saiu de queda para alta e renovou a máxima da sessão. Apesar de a leitura corrente ser a de que o Fomc não trouxe novidades, a afirmação de que o resultado do PIB do primeiro trimestre ocorreu por fatores transitórios fez crescer a avaliação de que a normalização da taxa de juros talvez não seja adiada. 

O PIB do primeiro trimestre avançou apenas 0,2%, ante expectativa de alta de 1%, com o BC dos EUA atribuindo o resultado a fatores como o clima frio. Por isso, espera recuperação moderada nos próximos períodos, o que pode endossar o aumento do juro em meados do ano. Os dados a serem divulgados é que dirão se isso irá ou não ocorrer de fato.

Mais conteúdo sobre:
dólarcâmbioFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.