Dólar sobe e ultrapassa marca de R$ 1,80

 A pressão de alta explica-se pelo sentimento de cautela com o ambiente internacional

Cristina Canas, da Agência Estado,

21 de setembro de 2011 | 10h35

O dólar comercial era negociado em alta na manhã de hoje, rompendo a marca psicológica de R$ 1,80. Às 10h57, o dólar comercial já subiu 1,45%. Às 10h27, a moeda norte-americana seguia no campo positivo, negociada a R$ 1,8160 (alta de 0,23%). A pressão de alta explica-se pelo sentimento de cautela com o ambiente internacional.

Hoje, o destaque é o resultado do encontro ministerial grego, que avalia as medidas de austeridade a serem adotadas pelo país. Além disso, investidores aguardam o desfecho da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) e esperam que seja anunciada uma operação para estender o prazo da dívida norte-americana que está nas mãos dos investidores.

"O problema na Europa é gigante, e a alternativa seria os EUA se recuperarem e alavancarem o resto do mundo. Mas essa é uma saída de longo prazo", disse o operador da Interbolsa Brasil, Ovídio Pinho Soares. Por isso mesmo, o ambiente de negócios continua pesado, enquanto se aguarda o desfecho desses dois eventos.

No Brasil, os especialistas vão analisar atentamente os dados do fluxo cambial da semana passada, que serão divulgados hoje pelo Banco Central. O mercado espera uma piora, com exportadores atuando menos do que na segunda semana do mês e saídas financeiras um pouco mais fortes. Ainda assim, seria uma surpresa um dado negativo forte. Por enquanto, está sendo unânime nas mesas de operações a percepção de que a mudança no rumo do dólar não está sendo reflexo de fuga de recursos.

Tudo o que sabemos sobre:
câmbiodólarcotação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.