Dólar sobe em reação ao depoimento de Bernanke

O dólar subiu frente às principais moedas, exceto a libra, com o mercado digerindo as declarações de Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) na primeira de duas partes de seu depoimento semestral ao Congresso dos Estados Unidos. O dólar oscilou várias vezes ao longo do dia, mas acabou se firmando em alta nesta quarta-feira, 17.

Agencia Estado

17 de julho de 2013 | 18h52

"O resumo é que Bernanke não disse muita coisa. A redução do programa de compras de bônus vai acontecer, mas isso não será o início de um aperto dramático da política monetária", observou o estrategista Richard Franulovich do WestPac Bank.

A libra subiu em reação à ata da reunião do banco da Inglaterra (BoE) realizada em 3 e 4 de julho, que mostrou unanimidade na decisão de não aumentar o programa de compras de ativos do BoE (nas três reuniões anteriores houve votos dissidentes).

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,3127, de US$ 1,3155 na véspera; o iene estava cotado a 99,58 por dólar, de 99,09 por dólar. Frente à moeda japonesa, o euro estava cotado a 130,69 ienes, de 130,58 ienes; o franco suíço estava cotado a 0,9412 por dólar, de 0,9395 por dólar na véspera, e a 1,2353 por euro, de 1,2363 por euro; a libra estava cotada a US$ 1,5215, de US$ 1,5143 na terça-feira. O dólar australiano estava cotado a US$ 0,9238, de US$ 0,9252. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
moedas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.