Dólar sobe frente ao iene em reação a vendas no varejo

O dólar subiu frente ao iene, mas teve altas apenas modestas diante de outras moedas nesta segunda-feira, 15, em dia de indicadores norte-americanos sem uma direção clara. Enquanto as vendas no varejo de junho cresceram 0,4%, ficando abaixo das previsões, o índice de atividade industrial regional Empire State, do Fed de Nova York, subiu para 9,46 em julho, enquanto os economistas previam uma queda para 4,3.

Agencia Estado

15 de julho de 2013 | 19h05

"Os dados de vendas no varejo adiam o cronograma para o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) reduzir seu programa de compras de bônus para estimular a economia", disse John Doyle, diretor de mercados da Tempus Consulting.

Mais cedo, o diretor do Federal Reserve Daniel Tarullo disse que a política monetária permanecerá altamente acomodatícia e que as metas para a taxa de desemprego e a inflação explicitadas pelo Fed são níveis de referência, e não "gatilhos" para um endurecimento da política. O presidente do Fed, Ben Bernanke, presta seu depoimento semestral ao Congresso nas próximas quarta e quinta-feira.

"Tendo em vista a falta de clareza gerada pelos dirigentes do Fed, eles vão ter de lidar com isso eles mesmos", e não depender apenas de indicadores, declarou o estrategista Robert Lynch, do HSBC. Para ele, o depoimento de Bernanke "será um dos destaques óbvios da semana".

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,3062, de US$ 1,3066 na sexta-feira; o iene estava cotado a 99,86 por dólar, de 99,26 por dólar na sexta-feira. Frente à moeda japonesa, o euro estava cotado a 130,49 ienes, de 129,66 ienes na sexta-feira; o franco suíço estava cotado a 0,9484 por dólar, de 0,9467 por dólar na sexta, e a 1,2390 por euro, de 1,2370 por euro na sexta; a libra estava cotada a US$ 1,5103, de US$ 1,5104 na sexta-feira. O dólar australiano estava cotado a US$ 0,9099, de US$ 0,9045 na sexta-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
dólarieneeuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.