Dólar sobe influenciado por votação da LDO

Em alta de 0,82%, moeda americana fecha cotada a R$ 2,574

Clarissa Mangueira, O Estado de S. Paulo

02 Dezembro 2014 | 17h03

O dólar fechou em alta em relação ao real, ajudado pelas preocupações relacionadas à votação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e alinhado ao avanço ante outras moedas no exterior. No fim do dia, o dólar apontou alta de 0,82%, aos R$ 2,5740, no balcão. 

O dólar iniciou a sessão em alta ante o real, alinhado com o avanço da moeda norte-americana frente ao euro, ao iene e às principais divisas de países emergentes e ligadas a commodities. O dólar foi beneficiado pelo corte da projeção de crescimento da China para 7% em 2015, ante 7,5% anteriormente, e pela queda de 0,4% do índice de preços ao produtor (PPI) da zona do euro em outubro. O recuo do PPI elevou a expectativa pela reunião de política monetária do Banco Central Europeu na quinta-feira.

Declarações do vice-presidente do Federal Reserve, Stanley Fischer, de que um aperto monetário nos EUA está cada vez mais próximo, levou o dólar para as máximas na sessão ante o euro pela manhã. 

Entre os fatores domésticos que contribuíram para a valorização do dólar em relação ao real estavam a votação pelo Congresso Nacional do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), que prevê um aumento dos abatimentos para o cumprimento da meta do superávit primário. Parte do mercado teme que se a proposta for aprovada poderá elevar a possibilidade de um rebaixamento do rating do país.

Para o economista Eduardo Giannetti da Fonseca, o projeto é um retrocesso. Ele disse que a dificuldade de aprovar a mudança na LDO revela a fragilidade de sustentação do governo que acabou de ser reeleito. "Eu não me lembro de ver no Brasil um governo que comece um mandato numa situação tão frágil e enfraquecida."

À tarde, o Banco Central realizou um leilão de linha, no qual foi ofertado até US$ 1 bilhão. O leilão, com recompra marcada para em 2 de abril de 2015, teve taxa de corte de R$ 2,651595. A taxa de venda nas duas operações foi a Ptax de fechamento de hoje (R$ 2,5664). Segundo analistas, o leilão ajudou a conter um pouco o avanço do dólar ante o real. Mais cedo, o BC já havia realizado outras duas operações, neste caso de swap (equivalente à venda de dólares no mercado futuro). Na primeira, vendeu 4 mil contratos (US$ 197,4 milhões) e, na segunda, 10 mil contratos (US$ 490,8 milhões). 

Mais conteúdo sobre:
dolarmercadometa fiscal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.