Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Dólar sobe pelo 2º dia seguido e fecha a R$ 1,58

No mês, a moeda norte-americana acumula baixa de 3,07% e no ano, queda de 5,05%

Márcio Rodrigues, da Agência Estado,

28 de abril de 2011 | 17h14

O dólar comercial subiu pelo segundo dia seguido e fechou as negociações no mercado interbancário de câmbio a R$ 1,58, alta de 0,64% em relação a ontem. No mês, acumula baixa de 3,07% e no ano, queda de 5,05%. O dólar à vista negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) também teve alta de 0,64% hoje e encerrou o pregão a R$ 1,5795. O euro comercial avançou 1,08% nesta quinta-feira, para R$ 2,342.

De acordo com operadores de câmbio, o movimento de alta do dólar no mercado interno está relacionado à saída de recursos da Bolsa de Valores de São Paulo, à limitação de "posições vendidas" em dólar isenta de recolhimento compulsório por parte dos bancos e à menor entrada de recursos de curto prazo no País após o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 6% sobre os empréstimos externos de até dois anos.

O comunicado do Banco Central ao mercado, de que fará pesquisa de demanda por swaps cambiais reversos, também contribuiu para o avanço do dólar. A consulta aos dealers será feita entre 18 horas e 18h30 de hoje e, caso haja demanda, o BC deve anunciar a realização de um leilão desses contratos, provavelmente para amanhã. No próximo dia 2, vencem 27.500 contratos de swap cambial reverso, num valor equivalente a US$ 1,375 bilhão.

"Quando o BC anuncia que vai fazer o swap cambial, os bancos tendem a puxar a taxa de câmbio um pouco para cima. A ideia é conseguir ganho duplo: com o juro e com uma apreciação do real quando o contrato de swap estiver perto do vencimento", explicou o diretor da corretora NGO, Sidnei Nehme.

Mesmo com o avanço das cotações, o BC não ficou fora do mercado. A autoridade monetária fez dois leilões de compra de dólares no mercado à vista, com taxas de corte de R$ 1,5890 e R$ 1,5883.

Em paralelo, Nehme comentou que o possível fluxo negativo de hoje poderia estar sendo engrossado por saída de estrangeiros da Bolsa. O Ibovespa recuava 0,87% por volta das 17 horas, depois de registrar perda de 1,75%, na mínima do dia.

Câmbio turismo

Nas operações de câmbio turismo, o dólar subiu 2% hoje para R$ 1,68 na ponta de venda e a R$ 1,57 na compra. O euro turismo teve alta de 1,41%, cotado a R$ 2,447 (venda) e R$ 2,297 (compra).

Tudo o que sabemos sobre:
câmbiodólareuroswap

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.