Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Dólar tem rali, ainda sob impacto de decisão do Fed

O dólar subiu bruscamente nesta quinta-feira, 20, à medida que os investidores venderam outras principais moedas e divisas de emergentes se preparando para o recuo do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) em suas políticas de dinheiro fácil.

Agencia Estado

20 de junho de 2013 | 18h41

O rali do dólar ocorreu um dia após o presidente do Fed, Ben Bernanke, afirmar em conferência à imprensa que o BC pode reduzir seu programa mensal de compra de bônus no final deste ano, se a economia dos EUA continuar a melhorar. O estímulo do Fed pesou no valor da moeda norte-americana devido ao aumento da oferta de dólares.

No fim da tarde em Nova York, o euro caía para US$ 1,3220, de US$ 1,3296 no fim da tarde da véspera. O dólar avançava para 97,30 ienes, de 96,47 ienes; enquanto a moeda comum europeia subia para 128,64 ienes, de 128,12 ienes. A libra esterlina recuava para US$ 1,5510, de US$ 1,5485, e o dólar australiano registrava queda de 1,1%, de 0,9295 na tarde da véspera, para 0,9195.

O índice Wall Street Journal Dollar Index, que pesa a moeda norte-americana ante uma cesta de rivais, avançava para 73,821 pontos, de 73,387 pontos.

Os dados dos EUA divulgados mais cedo confirmaram a recuperação continuada da economia do país, fornecendo ao dólar outro impulso. O índice de condições de negócios das indústrias do Meio-Atlântico se recuperou em junho e atingiu o nível mais elevado desde abril de 2011, segundo relatório do Federal Reserve da Filadélfia. As vendas de residências existentes em maio também subiram inesperadamente. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
dólaeuroiene

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.