Dólar volta a cair com previsão de Fed manter estímulos

O dólar voltou a cair diante das principais moedas nesta sexta-feira, 26, ainda em reação iniciada na véspera a uma coluna do influente Jon Hilsenrath no Wall Street Journal. O colunista escreveu que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) deverá deixar seu programa de compras de bônus inalterado na reunião da próxima semana. A mínima do dólar frente ao iene bateu 97,95, nível mais baixo desde 27 de junho.

Agencia Estado

26 de julho de 2013 | 18h32

O mercado ignorou o índice de sentimento do consumidor da Universidade de Michigan, que ficou acima das expectativas. Operadores disseram, porém, que o dólar poderá subir se os dados do nível de emprego em julho, que saem na sexta-feira da próxima semana, 02, saírem fortes.

No fim da tarde em Nova York, o euro estava cotado a US$ 1,3279, de US$ 1,3278 na véspera; o iene estava cotado a 98,20 por dólar, de 99,28 por dólar. Frente à moeda japonesa, o euro estava cotado a 130,34 ienes, de 131,74 ienes; o franco suíço valia 0,9289 por dólar, de 0,9295 por dólar, e a 1,2327 por euro, de 1,2348 por euro; a libra estava cotada a US$ 1,5379, de US$ 1,5407. O dólar australiano estava cotado a US$ 0,9274, de US$ 0,9236 na véspera. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
moedas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.