Dow e S&P-500 sobem em reação ao índice de confiança

Às 14h06 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,20%; o Nasdaq recuava 0,07%; e o S&P-500 subia 0,11%

Renato Martins, da Agência Estado,

31 de agosto de 2010 | 14h00

O mercado norte-americano de ações está em alta modesta, em reação ao índice de confiança do consumidor da Conference Board; os investidores preferiram ignorar o índice de atividade industrial dos gerentes de compras da região de Chicago, que ficou abaixo das previsões. "O consumidor tem que voltar para a economia melhorar. Por isso, qualquer indicador relativo ao consumo que seja positivo é bem recebido. Mas não há dúvida de que o investidor de varejo continua temeroso", comentou Paul Brigandi, vice-presidente de operações da Direxion Funds.

Entre as componentes do Dow Jones, os destaques positivos incluem JPMorgan Chase (+1,45% há pouco), Verizon (+1,43%) e AT&T (+1,01%). As ações da Pfizer subiam 0,95% há pouco, em reação ao anúncio de resultados favoráveis dos testes de um anticoagulante desenvolvido em parceria com a Bristol-Myers Squibb (cujas ações subiam 0,93% há pouco).

As ações do setor de tecnologia estão em baixa, depois de a Gartner rebaixar sua previsão para as vendas de microcomputadores no segundo semestre (Intel -0,95%, Cisco Systems -0,79%).

No setor de agronegócio, as ações da Monsanto caíam 5,58% há pouco, depois de a empresa rebaixar sua previsão de lucro para o ano. No setor de comércio varejista, as ações da Saks subiam 21,97% há pouco, depois de o jornal Daily Mail noticiar, sem citar fontes, que um consórcio de private equity estaria para fazer uma oferta de US$ 1,7 bilhão pela empresa.

Às 14h06 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,20%, para 10.029 pontos; o Nasdaq recuava 0,07%, para 2.118 pontos; e o S&P-500 subia 0,11%, para 1.050 pontos. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.