Dow Jones abre em alta refletindo queda da inflação ao atacado

A inesperada queda no núcleo do PPI de julho e o crescimento abaixo do previsto da atividade empresarial na região de Nova York garantiram uma abertura positiva do índice Dow Jones. Nos primeiros minutos de negócios, o indicador exibia ganho de 0,19% ou de 20 pontos. Às 10h38, o ganho havia se acelerado para 0,75%, aos 11.180 pontos. A avaliação é que os dois dados de hoje favorecem a manutenção da taxa básica de juros no encontro do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês). Os contratos futuros passaram a embutir 25% de chances de a taxa subir 0,25 ponto porcentual e atingir 5,5% ao ano no encontro de 20 de setembro, ante 37% de chances do fechamento de ontem. No noticiário corporativo, as varejistas Wal-Mart e Home Depot estão em destaque, ao lado da Dell Computer. Os papéis da Dell, maior fabricante mundial de computadores pessoais, caíram 2%, após a companhia norte-americana anunciar um recall de 4,1 milhões de Pcs. Os papéis da Wal-Mart cederam 1,8%, com a divulgação de queda de 26% no lucro no segundo trimestre, para US$ 2,08 bilhões ou US$ 0,50 por ação.

Agencia Estado,

15 de agosto de 2006 | 10h39

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.