Dow Jones e S&P-500 sobem puxados por balanços

Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam sem direção comum nesta sexta-feira, com queda do Nasdaq e alta do Dow Jones e do S&P 500, numa sessão carente de indicadores em que a General Electric (GE) e outras companhias anunciaram um resultado trimestral mais forte que o esperado, ofuscando balanços considerados decepcionantes, como o do Bank of America.

GUSTAVO NICOLETTA, Agencia Estado

21 de janeiro de 2011 | 19h41

O Dow Jones subiu 49,04 pontos, ou 0,41%, para 11.871,84 pontos. A GE teve o melhor desempenho entre os componentes do índice, fechando em alta de 7,11% após divulgar que seu lucro no quarto trimestre cresceu 51% em comparação a um ano antes, diante de um aumento nas encomendas de equipamentos e serviços mais caros. O resultado superou as expectativas de analistas.

O Nasdaq caiu 14,75 pontos, ou 0,55%, para 2.689,54 pontos. As ações de tecnologia do índice foram pressionadas pelos resultados financeiros da AMD. A fabricante de chips recuou 5,99% depois de divulgar uma receita praticamente estável no quarto trimestre.

O S&P 500 fechou em alta de 3,09 pontos, ou 0,24%, para 1.283,35 pontos, puxado em parte pelos bancos regionais. O SunTrust Banks subiu 5,85% depois de anunciar que obteve lucro no quarto trimestre, graças à redução nas provisões com empréstimos. O BB&T, cujo lucro cresceu 12% no quarto trimestre, teve ganho de 4,84% em suas ações.

"Tivemos dados econômicos mistos recentemente, mas os balanços continuam muito fortes", disse Channing Smith, gerente de portfólio do Capital Advisors Growth Fund. "O lado industrial da economia segue mostrando vigor", acrescentou, citando o balanço da GE. Segundo ele, do lado financeiro, "os balanços foram um alívio, com exceção do Bank of America".

O BofA - que também faz parte do Dow Jones - perdeu 1,99% depois de divulgar que obteve um prejuízo líquido de US$ 1,24 bilhão no quarto trimestre do ano passado. O resultado inclui um ajuste previamente anunciado de US$ 2 bilhões no segmento de seguro e crédito imobiliário. Sem esse item, o banco teria lucrado US$ 756 milhões.

Entre outras ações de destaque, as do Google caíram 2,19%, mesmo depois de a companhia divulgar que seu lucro cresceu 29% no quarto trimestre e divulgar que um dos fundadores da empresa passará para o cargo de executivo-chefe.

A Hewlett-Packard subiu 0,98% depois de divulgar que substituiu quatro membros de seu conselho e acrescentou mais uma pessoa ao grupo como parte das mudanças que ocorreram após a saída do ex-executivo-chefe da companhia, Mark Hurd.

As ações do Warner Music Group tiveram alta de 27,54% após o Wall Street Journal divulgar uma reportagem dizendo que a companhia pediu ao Goldman Sachs para procurar interessados em comprar parte dos seus ativos ou todos eles.

Na semana, o Nasdaq teve queda acentuada, de 2,39%, seguido por S&P 500, com declínio de 0,76%. O Dow Jones acumulou alta de 0,72%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaq

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.