Dow Jones ensaia melhora após ficar no negativo no ano

O índice Dow Jones ensaia recuperação, depois de ter caído para território negativo no ano nesta terça-feira, tornando-se o último dos três grandes índices de ações dos EUA a eliminar os ganhos de 2006. Embora reduzisse a queda a 2,7 pontos, para 10.789 pontos, às 16h34 (de Brasília), o Dow Jones chegou a cair na mínima do dia até agora a 10.701 pontos. Em 2005, o índice fechou em 10.717,50 pontos. O declínio demonstra o efeito dominó que as vendas no mês passado tiveram. Primeiro, o Nasdaq caiu para o vermelho. Na segunda-feira, foi a vez do Standard & Poor´s 500. Esperava-se que o Dow Jones pudesse evitar a derrocada do mercado, porque seus 30 integrantes são blue chips (empresas com ações de primeira linha) para as quais investidores costumam fugir em tempos instáveis como agora. Alexander Paris, presidente do Barrington Research, disse que "a preocupação com as taxas de juros continua crescendo, ajudada por uma parada de representantes do Fed (Federal Reserve, banco central dos EUA) falando sobre inflação". Segundo Paris, as autoridades do Fed "removeram os últimos vestígios de esperança de que eles fariam uma pausa em junho e isto está fazendo a correção prosseguir". As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.