Dow Jones fecha abril com ganho de 4% e Nasdaq, 3,32%

Hoje, o Dow Jones subiu 0,37%, o Nasdaq avançou 0,04% e o S&P 500 fechou em alta de 0,23%

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado ,

29 de abril de 2011 | 18h35

Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em alta nesta sexta-feira, acumulando ganhos tanto na semana quanto no mês. Na sessão de hoje, o suporte veio novamente dos resultados corporativos, que ofuscaram os indicadores mistos sobre a economia do país.

"O rali foi puxado pelos balanços", disse Joe Quinlan, estrategista-chefe de mercado do U.S. Trust, Bank of America Private Wealth Management. "Isso é exatamente o que precisamos, porque as empresas têm dinheiro e os consumidores precisam continuar com a desalavancagem", avaliou.

O Dow Jones subiu 47,23 pontos, ou 0,37%, para 12.810,54 pontos, acumulando alta de 2,44% na semana e de 4% em abril - seu melhor desempenho mensal neste ano. Entre os componentes do índice, a Caterpillar avançou 2,46% depois de anunciar um forte aumento em seu lucro e um crescimento de 57% na receita do primeiro trimestre na comparação com igual período do ano anterior.

A Merck, cujos resultados trimestrais superaram as estimativas do mercado, teve ganho de 0,45%, enquanto a Chevron subiu 0,58% após divulgar um aumento em seu lucro trimestral. A Microsoft recuou 2,62% depois de anunciar um declínio nas vendas do sistema operacional Windows.

Entre os demais índices, o Nasdaq avançou 1,01 ponto, ou 0,04%, para 2.873,54 pontos, registrando ganho de 2,44% na semana e de 3,32% no mês. O S&P 500 fechou em alta de 3,13 pontos, ou 0,23%, a 1.363,61 pontos, subindo 1,96% na semana e 2,85% em abril.

Dados divulgados hoje mostraram que a renda pessoal dos norte-americanos cresceu 0,5% em março ante fevereiro, acompanhada por um aumento de 0,6% nos gastos com consumo. Economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam que a renda crescesse 0,3% e os gastos aumentassem 0,5%.

Além disso, o índice de sentimento do consumidor dos EUA medido pela Universidade de Michigan subiu para 69,8 em abril, de 67,5 em março, mas ficou abaixo da previsão de 70,0. "Há uma recuperação em andamento, mas ela será lenta", disse Michael Yoshikami, estrategista-chefe de investimentos da YCMNET Advisors. "Eu acredito que começaremos a notar essa lentidão, principalmente depois do encerramento do programa de compras de títulos do Fed em junho." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasDow JonesNasdaq

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.