Dow Jones sobe 0,18% e Nasdaq avança 0,38%

Os índices referenciais do mercado de ações de Wall Street tentam se manter no positivo. O quarto dia consecutivo de queda do petróleo e os resultados e prognósticos vigorosos da Hewlett-Packard inibiam vendas mais agressivas de ações. Às 12 horas, o Dow Jones subia 0,18%, enquanto o Nasdaq ganhava 0,38%, na máxima do dia até este horário. Os dados macroeconômicos divulgados hoje nos EUA mostraram um sinal de vigor no mercado de trabalho, com queda de 10 mil pedidos de auxílio-desemprego, ante a previsão de recuo de 1 mil. O índice antecedente da Conference Board, elaborado para prever a direção da economia, caiu 0,1% em julho, ante a previsão de que subiria 0,1%. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do petróleo para setembro cediam 1,66%, para US$ 70,75 por barril, completando seu quarto dia em baixa, retirando parte do prêmio associado ao conflito no Oriente Médio e também a preocupação com a perda total da produção da BP em Prudhoe Bay, no Alasca. A empresa informou que tentará manter metade da produção, a despeito dos trabalhos de manutenção de um de seus dutos. As ações da Hewlett-Packard subiam mais de 4,6%%, após a companhia ter registrado lucros robustos em seu terceiro trimestre fiscal, além de ter elevado a previsão para o trimestre atual e o ano. As ações da General Motors cediam 1,3%, após o JP Morgan reduzir o rating da ação de "acima da média" para neutro, citando a valoração do papel após os ganhos robustos em 2006. O dia ainda reserva o dado de atividade do Fed de Filadélfia, com divulgação às 13 horas (de Brasília). Economistas prevêem alta do índice para 8,0, de 6,0 em julho. Após o fechamento da sessão, a Dell Computer deve abrir seus resultados financeiros. A expectativa dos analistas é que a empresa anuncie queda para US$ 0,22 por ação em seu lucro líquido no período, de US$ 0,38 por ação no mesmo período do ano passado, segundo pesquisa da Thomson Financial. As ações da Dell cediam 0,22%. Os mercados acionários norte-americanos dispararam nas duas últimas sessões, após uma alta marginal na segunda-feira, na medida em que dados econômicos divulgados nos EUA consolidaram a expectativa de que o Federal Reserve não deve retomar seu ciclo de aperto monetário. No mercado de Fed Funds futuros, a probabilidade de a taxa dos Fed Funds subir para 5,5% em setembro caiu de 25% na abertura para 12%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.