É alta a chance de investment grade em 2008, diz Kawall

O secretário do Tesouro Nacional, Carlos Kawall, disse há pouco que a probabilidade de o Brasil atingir o grau de investimento pelas agências de classificação de risco em 2008 é "bastante alta", mas pode até "vir antes", em 2007. Segundo ele, o fator mais importante para o alcance deste nível, que abre as portas dos bilionários fundos de pensão internacionais, é a melhora no perfil da dívida interna. "O grande desafio é este. Ainda bem que neste ano já começamos bem", afirmou. Na avaliação de Kawall, o investment grade em 2007 pode ocorrer se o Brasil for "bem sucedido" na continuidade desse processo de melhora no perfil da dívida interna. Segundo ele, com a baixa vulnerabilidade externa que o Brasil alcançou, a probabilidade de se dar prosseguimento a essa trajetória sem maiores solavancos é considerável. O secretário informou, também, que pretende dar continuidade ao processo de encontros com representantes das agências de rating. "Isso faz parte do cargo que ocupo", disse, lembrando que, na semana passada, já se reuniu com membros das agências Moody's e Standard and Poor's.

Agencia Estado,

13 Abril 2006 | 19h16

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.