Economia da Jordânia deve crescer 3,3% em 2014, diz FMI

O crescimento econômico da Jordânia deve acelerar para 3,3% neste ano, em meio a melhoria da inflação e das métricas para controle do déficit nas contas correntes, informou o Fundo Monetário Internacional (FMI) após visita ao país. Em 2013, a economia da Jordânia cresceu 2,8%.

Estadão Conteúdo

28 de setembro de 2014 | 12h04

O aumento das estimativas do FMI seguem a previsão de uma queda de 3% na inflação do país em 2014. O déficit em contas correntes também deve cair para um índice inferior a 7,5% do Produto Interno Bruto (PIB) da Jordânia. Segundo comunicado do FMI, a missão do país em 2015 deverá ser a redução da dívida pública, a criação de empregos e a melhor qualidade de vida da população. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
JordâniaeconomiaFMI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.