Ecorodovias movimenta R$ 1,37 bilhão com oferta inicial de ações

Ação saiu a R$ 9,50; empresa conseguiu fechar a operação dentro da faixa indicativa de preço

Vinícius Pinheiro, da Agência Estado,

30 de março de 2010 | 19h21

A oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da Ecorodovias movimentou R$ 1,368 bilhão, de acordo com dados encaminhados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Diferente das demais aberturas de capital realizadas neste ano, a empresa de concessões rodoviárias conseguiu fechar a operação dentro da faixa indicativa de preço, conforme antecipou ontem a Agência Estado. O valor por ação foi definido em R$ 9,50, um pouco acima do piso do intervalo estipulado - que variava entre R$ 9 e R$ 12 por ação.

 

A Ecorodovias pretendia inicialmente emitir 92 milhões de ações ordinárias em uma oferta primária, cujos recursos irão para o caixa da companhia, e vender outros 33,220 milhões de papéis que pertencem aos sócios. Além do lote principal, foram registradas 18,873 milhões de ações do lote suplementar, que se não for exercido no prazo de 30 dias reduzirá o valor final da operação para R$ 1,189 bilhão.

 

A empresa pretende usar 75% dos recursos da oferta primária em novas oportunidades em concessões rodoviárias e ativos de logística. Os outros 25% serão usados nos negócios atuais da companhia. A Ecorodovias possui concessões nos Estados de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, entre elas o sistema Anchieta-Imigrantes, que liga São Paulo ao litoral do Estado, e Ayrton Senna-Carvalho Pinto, que liga a capital paulista à região do Vale do Paraíba.

 

De acordo com uma fonte, o fato de a empresa situar-se em um setor já conhecido dos investidores facilitou a operação. Na comparação com CCR e OHL, por exemplo, chama a atenção o fato de a Ecorodovias registrar margens maiores, resultado de concessões mais antigas que de suas concorrentes. A operação, no entanto, foi recebida friamente pela maior parte dos investidores institucionais locais, segundo apurou a Agência Estado.

 

No ano passado, a empresa registrou lucro líquido de R$ 192,4 milhões, o que representa um aumento de 48,6% em relação ao apurado em 2008. Na mesma base de comparação, a geração de caixa medida pelo Ebitda cresceu 23,2%, para R$ 690,8 milhões. Entre 2008 e 2009, a margem Ebitda subiu de 67,4% para 68,9%.

 

O Banco Itaú BBA é o coordenador líder do IPO da Ecorodovias, que conta ainda com a participação de BTG Pactual e Credit Suisse. A estreia das ações da empresa no pregão da BM&FBovespa está prevista para quinta-feira, com o código "ECOR3".

Tudo o que sabemos sobre:
IPOEcorodoviasaçãoCVM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.