Elevação do juro na China faz petróleo encerrar em queda

Os contratos futuros de petróleo bruto fecharam abaixo de US$ 71 por barril na New York Mercantile Exchange (Nymex), depois de a China surpreender os mercados com uma elevação de sua taxa básica de juros. O Banco Central chinês elevou sua taxa para empréstimos de um ano de 5,58% para 5,85%, com o objetivo de desacelerar o crescimento de sua economia. É o primeiro aperto monetário na China desde o fim de 2004. A decisão levou o mercado a questionar as previsões sobre a demanda de petróleo da China, o segundo maior consumidor mundial do produto, depois dos EUA. "Existe a percepção de que se a China eleva as taxas de juro, isso pode desacelerar parte das expectativas de demanda que estavam embutidas nos preços", comentou o analista Phil Flynn, da Alaron Trading. Já o analista Mike Fitzpatrick, da Fimat, observou que os preços do petróleo vêm passando por uma correção, mas deverão subir novamente Por causa das tensões geopolíticas, o barril deverá permanecer acima dos US$ 70, acrescentou. Na Nymex, Os contratos de petróleo para junho fecharam a US$ 70,97 por barril, em queda de US$ 0,96 (1,33%); a mínima foi em US$ 70,75 e a máxima em US$ 72,01. Na ICE, em Londres, os contratos do petróleo do tipo Brent para junho fecharam a US$ 70,91 por barril, em queda de US$ 1,18, com mínima em US$ 70,74 e máxima em US$ 72,11. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.