Em busca de patamar, Bolsas de NY encerram em alta

O mercado norte-americano de ações fechou com os principais índices em alta, em dia marcado pela volatilidade. O índice Nasdaq reduziu um pouco as perdas, depois de ter caído em 10 dos últimos 11 pregões. "Ao fechar finalmente em alta, esperamos que esteja terminando a reação exagerada do mercado aos temores quanto à inflação. Talvez tenhamos encontrado um patamar aqui", comentou o estrategista Rob Morgan, da Janney Montgomery Scott. Além de indicadores econômicos díspares (vendas de imóveis novos acima das previsões e encomendas de bens duráveis abaixo das previsões) e da nova queda dos preços das commodities, o mercado reagiu a declarações "duras" feitas no fim da manhã pelo diretor do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) Randall Kroszner. Ele disse que o crescimento da economia deve se desacelerar no segundo semestre, que o Fed deve levar em conta "efeitos retardados imprevisíveis" da política monetária e que a instituição deve manter-se "vigilante" quanto às expectativas de inflação, mas deve evitar reações exageradas a indicadores pontuais. Entre as componentes do Dow Jones, as ações da General Motors subiram 8,29%, depois de elevação de recomendação pelos analistas da Merrill Lynch. As da Boeing caíram 3,25%. As da indústria de equipamentos médicos Medtronics subiram 4,6%, em reação a seu informe de resultados. Em seu dia de estréia, as ações da provedora de serviços telefônicos via internet Vonage caíram 13%. Em reação à notícia da morte de seis pessoas de uma mesma família por gripe aviária na Indonésia, as ações de empresas vistas como vulneráveis a uma epidemia dessa doença caíram, como as da Tyson Foods, do setor de frango (-2,6%); as ações do setor de biotecnologia, porém, estavam entre as que subiram (Gilead Sciences +3,2%, MedImmune +5,1%). As ações do NYSE Stock Markets caíram 5,4% e as do Nasdaq Stock Market recuaram 4,8%, depois de um alto funcionário da SEC dizer que fusões entre operadoras de mercados de ações norte-americanas e estrangeiras levantariam uma série de questões do ponto de vista da regulamentação. O índice Dow Jones fechou em alta de 18,97 pontos (0,17%), em 11.117,32 pontos. A mínima foi em 11.032,23 pontos e a máxima em 11.168,24 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 10,41 pontos (0,48%), em 2.169,17 pontos, com mínima em 2.135,81 pontos e máxima em 2.179,84 pontos. O Standard & Poor's-500 subiu 1,99 ponto (0,16%), para 1.258,53 pontos. O NYSE Composite caiu 32,03 pontos (0,40%), para 8.062,93 pontos. O volume negociado na NYSE alcançou 2,272 bilhões de ações, de 1,915 bilhão ontem; 1.397 ações subiram, 1.932 caíram e 128 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,627 bilhões de ações negociadas, de 2,158 bilhões ontem, com 1.438 ações fechando em alta e 1.615 em queda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.