Em dia de queda, Bovespa fecha semana com alta de 0,58%

O Ibovespa perdeu 1,79% no pregão desta sexta-feira, aos 54.110 pontos

Ana Luísa Westphalen, da Agência Estado,

20 de setembro de 2013 | 18h05

A aversão ao risco voltou a predominar neste pregão e anulou o avanço recente da Bovespa, resultado da euforia diante da decisão nesta semana do banco central dos Estados Unidos de manter os estímulos econômicos. O Ibovespa encerrou nesta sexta-feira, 20, em queda de 1,79%, aos 54.110 pontos, nível inferior ao registrado antes do surpreendente anúncio do Federal Reserve (Fed).

A queda da Bolsa foi conduzida principalmente pelo desempenho negativo das blue chips Petrobrás e Vale, pela OGX e pelo setor bancário, embora as perdas tenham sido generalizadas: só sete papéis subiram, de um total de 73 ações que compõem a carteira teórica do índice à vista.

Com as Bolsas norte-americanas em território negativo, o investidor optou por realizar lucros e deixar operações mais arriscadas para a semana que vem, após a eleição que ocorrerá na Alemanha no domingo, 22. Além disso, os agentes digerem as declarações do presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, de que a decisão de manter o programa de estímulo foi "muito apertada" e de que uma redução das compras mensais de bônus em outubro é "inteiramente possível".

"Hoje foi um dia de cautela dos investidores de maneira geral. A Bolsa subiu bastante neste mês, mesmo sem muitos drivers internos para manter uma alta sustentável. A aversão ao risco acabou virando realização", resumiu o analista da Ativa Corretora Ricardo Correia.

O Ibovespa encerrou a semana com valorização de apenas 0,58%. Neste pregão, o giro financeiro somou R$ 6,277 bilhões. Na máxima, o índice chegou a subir 0,27%, aos 55.243 pontos, mas, na última hora dos negócios, recuou 1,96%, aos 54.019 pontos, na mínima. No mês, a Bovespa acumula ganho de 8,20%, embora no ano a perda alcance 11,23%.

Petrobrás ON e PN recuaram 1,39% e 1,15%, respectivamente, enquanto Vale ON e PNA registraram desvalorização de 1,95% e de 0,71%, nesta ordem.

Os destaques de queda foram MRV ON, com declínio de 6,62%, seguida por OGX ON (-5,00%), Souza Cruz ON (-4,04%), Br Properties ON (-3,93%) e B2W ON (-3,61%).

Já as principais altas foram lideradas por Oi PN (+2,92%), Eletrobras PNB (+1,78%) e Oi ON (+1,75%).

Em Wall Street, onde as Bolsas acentuaram as perdas perto do fim da sessão. O Dow Jones fechou em queda de 1,19%, o S&P 500 recuou 0,72% e o Nasdaq registrou baixa de 0,39%.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.