Em Nova York, índices de ações sobem com Fed

Ben Bernanke, presidente do banco central dos EUA, disse que instituição poderá adotar medidas adicionais de estímulo 

Renan Carreira, da Agência Estado,

25 de abril de 2012 | 18h04

Um salto das ações da Apple e comentários do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, levaram os índices norte-americanos a fechar em alta e impulsionaram o Nasdaq para o seu maior ganho este ano.

O Dow Jones subiu 89,16 pontos (0,69%), fechando a 13.090,72 pontos. O S&P registrou avanço de 18,72 pontos (1,36%), fechando a 1.390,69 pontos. O Nasdaq teve alta de 68,03 pontos (2,30%), fechando a 3.029,63.

Os papéis da Apple subiram 8,87%, fechando a US$ 610,00, após a companhia reportar ganhos no segundo trimestre fiscal e receita bem acima das expectativas. Isso ajudou a acabar com os temores de uma potencial desaceleração nas vendas de iPhones e a elevar as ações de tecnologias no mundo.

Os ganhos levaram a Apple ao seu maior salto em um dia desde novembro de 2008. A companhia viu sua capitalização de mercado saltar em quase US$ 50 bilhões, o equivalente a todo o valor de mercado da Hewlett-Packard em apenas uma sessão.

O lucro da Apple também ajudou os papéis da Broadcom, fornecedora para o iPhone, a avançar 6,1%. Isso fez o setor de tecnologia ter o melhor desempenho no S&P, em um dia no qual todos os dez setores que compõem o índice encerraram a sessão em território positivo. A Apple respondeu por 27,2% do S&P, de longe a maior contribuição de uma única ação, disse Howard Silverblatt, um alto analista do índice da S&P. Cerca de 16% dos ganhos do índice até agora neste ano são graças a Apple, afirmou ele.

Além disso, contribuiu para o bom sentimento do mercado a fala de Bernanke. Ele afirmou hoje que o banco central está preparado para adotar medidas adicionais de estímulo à economia para assegurar que a recuperação continue. "Nós continuamos totalmente preparados para adotar ações adicionais de equilíbrio, caso elas sejam necessárias para que atinjamos nossos objetivos", declarou Bernanke em sua entrevista coletiva trimestral.

A autoridade monetária norte-americana salientou esforços anteriores do Fed para relaxar a política monetária, inclusive as taxas de juro excepcionalmente baixas e os programas de compra de bônus. "Esses mecanismos continuam em discussão e não hesitaremos em recorrer a eles se a economia precisar desse suporte adicional", declarou Bernanke.

A Boeing liderou os ganhos no Dow Jones, com um alta de 5,3%, após reportar que seu lucro subiu 58% no primeiro trimestre, ante o mesmo período do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
nova YorkbolsasBernankefechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.