Em NY, Dow Jones fecha em alta; Nasdaq e S&P500 caem

Número semanal de pedidos de auxílio-desemprego veio melhor do que o esperado, mas revisão do PIB ficou aquém das projeções anteriores

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

29 de março de 2012 | 18h06

Os índices de ações da bolsa de valores de Nova York fecharam sem direção clara ao fim da tarde desta quinta-feira. Depois de iniciar o dia em queda e assim continuar durante praticamente toda a sessão, o índice industrial Dow Jones recuperou-se nos minutos finais e fechou em alta, impulsionado pelo ajuste de carteiras com a proximidade do encerramento do trimestre.

Os índices Standard & Poor''s 500 e Nasdaq também devolveram a maior parte das perdas, mas não o suficiente para alcançar território positivo. As ações da Best Buy caíram 6,95%, empurrando para baixo o S&P-500 depois de sua receita no quarto trimestre ter vindo aquém das expectativas dos analistas.

Os indicadores divulgados nesta quina-feira não ajudaram muito. Enquanto o número semanal de pedidos de auxílio-desemprego veio melhor do que o esperado, a revisão do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA no quarto trimestre de 2011 ficou em 3%, aquém das projeções de 3,2%. Também pesaram as preocupações procedentes da zona do euro, especialmente com a situação na Espanha e em Portugal.

Nos minutos finais do pregão, entretanto, uma alta das blue chips em grande parte atribuída a ajuste de carteira ajudou o Dow a recuperar-se e fechar em território positivo depois de suas sessões consecutivas em queda.

O Dow Jones subiu 19,61 pontos (0,15%), encerrando o pregão em 13.145,82 pontos. O S&P-500 fechou em queda de 2,26 pontos (0,16%), a 1.403,28 pontos. O Nasdaq, por sua vez, caiu 9,60 pontos (0,31%), terminando em 3.095,36 pontos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Nova Yorkbolsasfechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.