Em pregão morno, Ibovespa fecha em alta de 0,16%

No mês, o Ibovespa acumula ganho de 1,67% e, no ano, perda de 2,34%

Claudia Violante, da Agência Estado ,

17 de fevereiro de 2011 | 18h25

A Bolsa de Valores de São Paulo teve um pregão apático, reflexo de uma agenda de indicadores doméstica fraca e do pouco entusiasmo dos investidores em assumir posições. O mercado norte-americano serviu hoje de referência em boa parte da sessão.

O índice Bovespa terminou o dia com ligeira alta, de 0,16%, aos 67.684,99 pontos. Na mínima, registrou 67.107 pontos (-0,70%) e, na máxima, os 67.876 pontos (+0,44%). No mês, o índice acumula ganho de 1,67% e, no ano, perda de 2,34%. O giro financeiro totalizou R$ 5,977 bilhões. Os dados são preliminares.

Segundo um operador, a Bovespa não tinha o que repercutir internamente e, depois do vencimento de índice ontem, teve um pregão de ajuste. De longe, mirava o comportamento das Bolsas norte-americanas, que também não exibiram muito entusiasmo, já que os indicadores foram contraditórios.

A inflação ao consumidor nos EUA subiu mais do que o previsto, enquanto o mercado de trabalho continua exibindo fraqueza, mostraram o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) e os pedidos semanais de pedidos de auxílio-desemprego. Por outro lado, o índice de atividade do Fed da Filadélfia confirmou a tendência recente de retomada da atividade entre as empresas ao atingir seu maior nível desde janeiro de 2004, chegando a 35,9 em fevereiro, acima da previsão de 20,5.

Às 18h22, o Dow Jones subia 0,31%, o S&P avançava 0,36% e o Nasdaq, 0,28%. O dado do Fed da Filadélfia também ajudou a puxar para cima os principais índices acionários da Europa.

No Brasil, os papéis da Petrobras terminaram em queda, apesar de o petróleo ter subido no exterior. A ação Petrobras ON caiu 0,84% e Petrobras PN, -0,22%. Outra blue chip, a Vale subiu: a ação ON, +0,14%, e a PNA, +0,30%. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), o contrato do petróleo para março subiu 1,61%, para US$ 86,36 o barril.

Tudo o que sabemos sobre:
BolsaBovespaações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.