Embraer e governo de SP investem em centro de tecnologia aeronáutica

Para estruturar a cadeia produtiva aeroespacial no Estado de São Paulo, foi assinada hoje, em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, uma parceria para a implantação do Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Aeronáutica no município. O governador Cláudio Lembo participou da assinatura da parceria feita entre órgãos governamentais e a iniciativa privada.Nos próximos quatro anos, cerca de US$ 100 milhões serão investidos neste centro, que vai funcionar no Parque Tecnológico de São José e deve se tornar referência do pólo aeronáutico para o desenvolvimento de novos produtos. A parceria foi assinada entre o governo paulista, a prefeitura de São José dos Campos, a Embraer, o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT)."Esta é a previsão de investimentos, que não serão apenas da Embraer e da iniciativa privada, mas também de órgãos governamentais", explicou o coordenador do parque tecnológico, Marco Antonio Raupp. "Esses recursos serão para todo processo, desde a instalação das estruturas até o funcionamento efetivo dos projetos. Também serão captados em agências financiadoras como CNPq e BNDES".Quando estiver totalmente instalado, o centro terá laboratórios públicos de integração de sistemas, software embarcado e de estruturas leves, com máquinas e equipamentos para ensaios. O IPT, por exemplo, vai instalar dois laboratórios para o desenvolvimento de estruturas leves e de estruturas metálicas para aviões, informou o diretor de negócios do órgão, Marcos Tadeu Pereira. Ao ITA caberá a coordenação científica de alguns laboratórios e as aulas do Mestrado Profissional em Engenharia Aeronáutica, curso do Programa de Especialização realizado junto com a Embraer. "Além do programa de especialização, a Embraer vai apostar em outros projetos que estão sendo estudados e investir aqui", informou o vice-presidente de engenharia e desenvolvimento da Embraer, Satoshi Yokota.O centro vai funcionar dentro do Parque Tecnológico, em uma área de 6 mil metros quadrados, comprada neste ano pela prefeitura de São José dos Campos por R$ 13,5 milhões. No Estado de São Paulo estão sendo instalados cinco parques tecnológicos em conjunto com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.