Empresa chinesa contrata pilotos da Varig

A China está se firmando como alternativa aos funcionários demitidos da Varig. Ontem, a empresa de aviação regional chinesa Shenzhen Airlines anunciou a contratação de 40 pilotos brasileiros, sendo a maioria da Varig. A informação é da agência de notícias AFP, baseada em notícia do jornal chinês Diário de Pequim.De acordo com o jornal chinês, as companhias aéreas da China começaram a contratar pilotos brasileiros no ano passado, por causa da escassez de mão-de-obra gerada pelo rápido crescimento da aviação no país, que já tem 11 mil pilotos. Segundo o jornal, a China precisa de 1.600 novos pilotos a cada ano. Segundo estimativas, já são cerca de 100 profissionais brasileiros trabalhando em empresas chinesas. "Eles vão por necessidade, não por escolha. Se pudessem, trabalhariam aqui", diz o diretor do Sindicato Nacional dos Aeronautas, Leonardo Souza.No Brasil, a companhia anunciou promoção de R$ 190 na ponte aérea Rio-São Paulo durante a semana e R$ 165 no fim de semana, numa tentativa de reconquistar clientes. A empresa também anunciou que pretende retomar, a partir do dia 25, os vôos para Brasília, Curitiba e Caracas.Já os trabalhadores da Varig, que estão com pagamentos atrasados, entraram com uma ação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), do Rio, para pedir a liberação imediata do FGTS e do auxílio desemprego.

Agencia Estado,

08 de agosto de 2006 | 09h34

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.