Empresas de transporte lideram alta na Bolsa chinesa

As empresas ligadas ao setor de transporte impulsionaram a alta de hoje da Bolsa de Xangai, na China, mas os ganhos foram limitados pelas realizações de lucros com algumas ações de primeira linha. O índice Xangai Composto subiu 0,9% e o Shenzhen Composto, 1,7%. As empresas de transporte se valorizaram por causa do grande volume de tráfego que antecede o feriado do Ano Novo Lunar chinês, na semana que vem. Os analistas esperam que a bolsa suba ainda mais antes do feriado, com a volta de parte dos recursos que haviam sido aplicados na subscrição da oferta inicial da seguradora Ping An Insurance. A valorização do dólar nos mercados globais, combinada com a disposição do governo de Pequim de manter a estabilidade do yuan, puxou a cotação da moeda chinesa um pouco para baixo. A aproximação do feriado deve aumentar a cautela do banco central, segundo os analistas. Eles apostam que o dólar deve permanecer ao redor dos 7,75 e 7,76 yuans. No mercado de balcão, às 5h50 (hora de Brasília), a moeda norte-americana era cotada a 7,7584 yuans, de 7,7570 yuans no fechamento de ontem. No sistema automático de preços, às 5h45, o dólar valia 7,7581 yuans, contra 7,7550 yuan no encerramento de segunda-feira. Hong Kong e Taiwan Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 2,2%, pressionado por preocupações com um possível fluxo de saída de recursos antes do Ano Novo chinês. Blue chips ligadas à economia da China e empresas do setor imobiliário foram as que registraram a maior queda. "O mercado de ações local continua bastante comprado, por isso sinais de preocupação com fluxos de saída ou com realização de lucros antes do longo feriado dispararam a onda de vendas", disse o diretor associado da Tung Tai Securities, Kenny Tang. A Bolsa de Taipé, em Taiwan, encerrou em baixa, pressionada pelas perdas no setor de eletrônica, apesar dos ganhos dos papéis das montadoras de automóveis e das empresas de construção civil. O índice Taiwan Weighted recuou 0,5%. No fechamento da bolsa, as emissoras de TV informaram que o líder da oposição, Ma Ying-jieou, foi indiciado por denúncias de corrupção. A notícia pode motivar vendas de ações no pregão de amanhã, segundo o operador Edward Lien, da corretora Fubon Securities. De acordo com Stanley Chou, da Mega International Investment, os investidores estão transferindo suas aplicações das empresas de tecnologia, em baixa sazonal, para setores com boas perspectivas de lucros, como o de automóveis. O mercado espera um repique de alta das montadoras, devido ao lançamento dos novos modelos de veículos. Sanyang Industry disparou 7% (limite diário de valorização), e Yulong Motor subiu 2,3%. Coréia do Sul O índice Kospi, da Bolsa de Seul, na Coréia do Sul, fechou com alta de 0,3%, puxado pelos bancos, embora as vendas de ações de tecnologia por parte dos investidores estrangeiros tenham pressionado negativamente o índice. A expectativa em torno do depoimento do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), Ben Bernanke, no Congresso, mantém os investidores ?de lado?, segundo um operador. Hyundai Merchant Marine subiu 3,3%. Hyundai Elevator teve alta de 3,5%, com a perspectiva de que sua coligada Hyundai Asan (operadora de viagens para a Coréia do Norte) seja beneficiada com o acordo de desarmamento nuclear do país vizinho. Samsung Electronics recuou 1,8%, Kookmin Bank fechou com alta de 1%. Korea Exchange Bank avançou 1,1%, impulsionado por especulações em torno de uma possível fusão. Austrália Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou em alta, graças principalmente à Alumina Limited, parceira australiana da Alcoa. O jornal britânico Times noticiou que a gigante norte-americana do alumínio recebeu propostas de compra por parte das mineradoras BHP Billiton e Rio Tinto. O índice S&P/ASX 200 avançou 0,2%, fechando com 5.936,60 pontos, depois de ter atingido o recorde de 5.947,30 pontos no meio do pregão. Alguns analistas esperam para breve uma correção técnica do índice, embora acreditem que antes disso o mercado possa testar o nível dos 6 mil pontos. As ações da Alumina Limited subiram 5,9%. BHP teve baixa de 0,1% e Rio Tinto, de 0,47%. Demais bolsas asiáticas Em Manila, nas Filipinas, a bolsa fechou praticamente estável, em meio à expectativa dos investidores pelo discurso do presidente do Fed no Congresso. Também são aguardados novos balanços de empresas locais. O índice PSE Composto declinou 0,01%. Philippine Long Distance Telephone perdeu 1,4%, ainda sob influência das preocupações quanto a seus resultados em 2006. Filinvest Land perdeu 5,7% com as realizações de lucros que se seguiram à sua bem-sucedida oferta de ações. Em Jacarta, na Indonésia, o JSX Composto caiu 0,41%. Em Kuala Lumpur, na Malásia, o índice Composto subiu 0,20%. Na Cingapura, o Straits Times recuou 0,67%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.