Empréstimo pessoal é opção para quitar financiamentos mais caros

O empréstimo pessoal é uma linha de crédito oferecida por bancos e financeiras, regra geral cobrando juros menores que linhas semelhantes como o cheque especial. Assim como o cheque especial, o empréstimo pessoal é dado pelo banco independentemente do destino que for dado ao dinheiro. Portanto, é uma linha diferente do CDC (Crédito Direto ao Consumidor), que está vinculado à compra de bens específicos. Para pedir esse empréstimo, o interessado preenche um cadastro. É a partir dele que a instituição financeira vai avaliar o nível de risco do cliente para saber as possibilidades de ele pagar corretamente ou ficar inadimplente. Se tudo estiver bem com a avaliação, o cliente pode receber o crédito. Muitos bancos, com base no histórico do cliente, já têm linhas de empréstimo pessoal aprovadas previamente. Quando isso acontece, os bancos costumam enviar correspondência avisando o cliente sobre o crédito disponível. Se estiver interessado, ele usa a linha. Se não estiver, não está perdendo nada em ter este crédito junto ao banco. Regra geral o empréstimo pessoal trabalha com juros prefixados, o que resulta em prestações fixas, embora também existam operações com juros pós-fixados. O crédito desta linha, teoricamente, depende de uma avaliação de risco cuidadosa. Por isso, os juros costumam ser menores do que os cobrados no cheque especial, no cartão de crédito e no CDC. O tomador também pode oferecer alguma garantia real ao banco, como imóvel ou carro, com o objetivo de reduzir o juro. Quanto menor o risco, menor deve ser a taxa. Troca de dívidas Quem tem dívidas com juros maiores ou está com prestações atrasadas, pode pegar este dinheiro mais barato do empréstimo pessoal para pagar suas dívidas. Se, no entanto, a pessoa já está com seu nome em lista de devedores em atraso, o empréstimo não será liberado. Por isso, antes de atrasar o pagamento das dívidas, o consumidor deve negociar com a instituição financeira ou loja.

Agencia Estado,

13 de janeiro de 2006 | 09h50

Tudo o que sabemos sobre:
cartilhacrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.