Energias do Brasil conclui demissão voluntária com 19% de adesão

A Energias do Brasil, holding ligada ao Grupo EDP - Energias de Portugal, anunciou a conclusão do Programa de Desligamento Voluntário, com um total de 651 adesões, o que representa 19% do quadro atual do grupo. Considerando-se as substituições necessárias, o saldo líquido de desligamentos no final de 2007 será o equivalente a cerca de 16%, informa a empresa, em comunicado. A Energias do Brasil atua em São Paulo, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Tocantins.A companhia espera obter reduções de custos de cerca de R$ 68,4 milhões anuais com a implementação integral do PDV. Segundo a Energias do Brasil, desde junho deste ano o programa já proporciona economia recorrente de R$ 17,2 milhões anualizados. "A estes valores devem se adicionar outros já obtidos em fases anteriores, com desligamentos ocorridos a partir de julho/2005 e que totalizaram reduções de R$ 8,3 milhões", acrescenta.O impacto de custos com os desligamentos é de R$ 52 milhões, os quais serão reconhecidos no segundo trimestre de 2006, de acordo com o comunicado. "Desse total, R$ 18 milhões referem-se a incentivos para a adesão dos colaboradores ao PDV. A diferença de R$ 34 milhões refere-se a obrigações legais que a empresa teria que suportar em qualquer caso de demissão, com ou sem o PDV."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.