Engarrafador da Coca-Cola no MT compra cia maranhense de refrigerantes

A Renosa, franqueada da Coca-Cola do Mato Grosso e oeste de Goiás, adquiriu em maio, por R$ 93,7 milhões, a Companhia Maranhense de Refrigerantes, engarrafadora e distribuidora da bebida no Maranhão e norte do Tocantins, de capital aberto. Com a aquisição, a Renosa passará a atender uma região com população total de quase 10 milhões de pessoas. A área da maranhense, pertencente à família Lago, cobria uma região com 6,5 milhões de habitantes e a Renosa atendia a 2,7 milhões de pessoas.De acordo com o diretor-presidente da Renosa, Ricardo Melo, a decisão de venda da empresa pela família Lago, que estava à frente do negócio há quase 40 anos, está associado ao momento de valorização dos ativos e a existência de um comprador interessado. Há cerca de um ano e meio, a Renosa traçou um plano de expansão que prevê aquisições. Os investimentos na empresa recém-adquirida devem somar US$ 30 milhões em cinco anos, dependendo do desempenho da economia. Apenas nas plantas da Renosa, foram investidos US$ 28 milhões em 2005 e estão previstos mais US$ 16 milhões em 2006.Os recursos devem ser usados em parte para o pagamento de passivos, pois a companhia maranhense há algum tempo apresentava problemas de solvência. Melo acredita que a empresa terá ganhos de sinergia que devem levar à melhora operacional.A Companhia Maranhense de Refrigerantes é a fabricante do Guaraná Jesus, bebida cor de rosa, sabor de cravo e canela, cuja fórmula foi criada em 1920 em São Luís pelo farmacêutico Jesus Norberto Gomes. É uma bebida típica do Maranhão, que responde por quase 20% do mercado local de refrigerantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.