Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Estatais disparam após pesquisa eleitoral e Bolsa sobe 3%

Eletrobras ON saltou 9,33% e liderou as altas do Ibovespa, seguida por Petrobrás PN, com +8,33%, ON, com +7,69%

Claudia Violante , Agência Estado

06 de junho de 2014 | 18h24

 SÃO PAULO - A pesquisa eleitoral divulgada hoje mostrando queda mais forte nas intenções de voto à presidente Dilma Rousseff se traduziu num dia de ganhos generalizados na Bovespa. Apenas seis papéis fecharam em baixa e as ações das estatais dispararam. O índice retomou o patamar de 53 mil pontos e registrou o maior ganho porcentual desde fim de março. 

O Ibovespa terminou a sessão em alta de 3,04%, maior variação desde os +3,5% de 27 de março deste ano. Terminou em 53.128,66 pontos, maior patamar desde 19 de maio passado (53.353,10 pontos). Na mínima, registrou 51.562 pontos (+0,01%) e, na máxima, 53.175 pontos (+3,13%). Na semana, a Bovespa voltou a acumular ganho, de 3,69%, após duas quedas consecutivas. Em 2014, a alta é de 3,15%. O giro financeiro totalizou R$ 8,265 bilhões. 

A pesquisa Datafolha mostrou que as intenções de voto em Dilma caíram de 37% na pesquisa anterior para 34%, enquanto Aécio Neves, pré-candidato do PSDB, recuou dentro da margem de erro, de 20% para 19%. E isso agradou ao mercado, assim como as projeções para o segundo turno, onde Dilma ganharia de Aécio de 46% contra 38%. 

Eletrobras ON saltou 9,33% e liderou as altas do Ibovespa, seguida por Petrobrás PN, com +8,33%, ON, com +7,69%, Bradesco ON (+5,76%) e BB ON, com 5,31%. Eletrobras PNB subiu 5,18%.  

Apenas seis papéis caíram: Cesp PNB (-4,15%), Tractebel ON (-0,81%), Vivo PN (-0,59%), Embraer ON (-0,48%), Natura ON (-0,31%) e Copel PNB (-0,06%).

No exterior, os mercados foram influenciados pelos números do payroll. E o relatório do mercado de trabalho norte-americano mostrou criação de vagas acima do previsto em maio. Foram 217 mil empregos, ante 210 mil das previsões. A taxa de desemprego ficou estável em 6,3%. 

O Dow Jones fechou em alta de 0,52%, aos 16.924,09 pontos, acumulando +1,24% na semana. O S&P subiu 0,46%, aos 1.949,43 pontos (+1,34% na semana) e o Nasdaq avançou 0,59%, aos 4.321,40 pontos (+1,86% na semana). Tanto o Dow quanto o S&P renovaram seus recordes de fechamento.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.