EUA pedem para que Grécia acelere negociações com credores

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Jacob Lew, pediu para que a Grécia acelere as negociações para chegar a um acordo com seus credores, advertindo que um calote "criaria dificuldades imediatas para a Grécia" e prejudicaria a economia mundial.

Estadão Conteúdo

18 Abril 2015 | 08h33

A Grécia está em negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e autoridades da União Europeia para receber a última parcela de ajuda no valor de US$ 7,8 bilhões. No entanto, os credores exigem que a Grécia faça reformas em sua economia antes de liberar o dinheiro.

O país grego tem contado com empréstimos da comunidade internacional desde 2010. Sem o dinheiro adicional da ajuda, a Grécia poderia deixar de pagar duas dívidas com o FMI em vencem em maio e ficar sem dinheiro para pagar salários e pensões do governo.

Em reuniões com o ministro de Finanças da Grécia, Yannis Varoufakis, o secretário do tesouro norte-americano afirmou que as negociações precisam ser resolvidas urgentemente. "As economias europeias e mundiais não precisam vivenciar outra crise", disse Lew. Fonte: Associated Press

Mais conteúdo sobre:
EUAGréciadívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.