Euro atinge máxima em 23 meses ante o dólar

O euro atingiu nesta qunta-feira, 24, o nível mais alto em 23 meses diante do dólar, que continua sendo pressionado pelas incertezas com a direção da política monetária do Federal Reserve e com a força da recuperação da economia dos Estados Unidos. A moeda europeia alcançou US$ 1,3823, mas o avanço foi contido por dados desanimadores sobre a indústria da zona do euro.

Agencia Estado

24 de outubro de 2013 | 08h49

O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) dos setores industrial e de serviços da zona do euro tiveram expansão pelo quarto mês seguido em outubro, porém em um ritmo mais fraco do que nos meses anteriores. O PMI composto do bloco caiu para 51,5, de 52,2 em setembro, contrariando a previsão de alta para 52,4.

Com relação ao iene, o dólar opera em torno da estabilidade depois de devolver os ganhos obtidos no início do pregão asiático. O dólar subiu em meio ao sentimento positivo gerado pelo aumento no índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial HSBC da China para a máxima em sete meses de 50,9 na leitura preliminar de outubro. Mas o avanço da moeda frente ao iene diminuiu à medida que as taxas de juros no mercado interbancário chinês subiram, o que afetou o sentimento dos investidores.

A libra, por sua vez, perdeu força depois que uma pesquisa da Confederação da Indústria Britânica (CBI, na sigla em inglês) mostrou que as encomendas às fábricas do Reino Unido caíram em outubro. O euro atingiu a máxima em oito semanas de 0,8543 libra.

Enquanto isso, os bancos centrais da Noruega e da Suécia mantiveram suas taxas básicas de juros em 1,5% e 1,0%, respectivamente. O Riksbank, banco central sueco, afirmou que ainda espera manter os juros inalterados por cerca de um ano, para sustentar a recuperação econômica que está ganhando força. O euro atingiu a mínima intraday de 8,7612 coroas suecas após a decisão do banco central. A coroa norueguesa também se fortaleceu frente ao euro em seguida à decisão do Norges Bank. A moeda única europeia recuou até 8,1119 coroas norueguesas.

Às 8h37 (pelo horário de Brasília), o dólar caía para 97,34 ienes, de 97,39 ienes no fim da tarde de ontem, enquanto o euro subia para US$ 1,3806, de US$ 1,3777, e para 134,35 ienes, de 134,16 ienes. A libra avançava para US$ 1,6185, de US$ 1,6166 ontem. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
eurodólarmáxima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.