Euro cai com fim de euforia e mudança de foco

O euro encerrou hoje em queda um dia depois de ter atingido sua máxima em quase dois meses, por conta do fim da euforia em torno do acordo de líderes europeus para tentar pôr fim a uma persistente crise da dívida na zona do euro.

RICARDO GOZZI, Agencia Estado

28 de outubro de 2011 | 19h48

O plano, que envolve um desconto "voluntário" de 50% da dívida da Grécia em mãos de credores privados e a alavancagem da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, nas iniciais em inglês), estimulou os investidores durante a semana, mas a falta de detalhes aos poucos tolheu o entusiasmo.

"Nós temos um acordo, mas ainda não sabemos todos os detalhes", observou Greg Anderson, estrategista cambial do Citigroup. Segundo ele, a expectativa é de que o foco do mercado na próxima semana afaste-se da crise da dívida e passe a ser as políticas de banco central e os indicadores econômicos esperados na Europa e nos Estados Unidos. Agora que a poeira baixou, a expectativa é de que o euro recue para uma margem de US$ 1,39 a US$ 1,40, avalia John McCarthy, diretor de câmbio do ING.

No fim da tarde, em Nova York, o euro era negociado a US$ 1,4147, de US$ 1,4189 ontem. O iene estava cotado a 75,83 por dólar, de 75,95 ienes por dólar ontem, e a 107,29 por euro, de 107,75 ienes por euro ontem. A libra estava em US$ 1,6129, de US$ 1,6083 ontem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
euroquedaeuforia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.