Euro cai com temor sobre dívida de países europeus

Moeda recua para a mínima em um mês frente a libra, depois da S&P ter alertado que o sistema bancário da Grécia continua ameaçado

Suzi Katzumata, da Agência Estado,

30 de março de 2010 | 18h52

O euro caiu frente seus principais rivais, pressionado pelas preocupações sobre os problemas da dívida soberana de alguns membros da zona do euro, segundo traders e analistas.

 

O euro caiu mais de 0,5% frente ao dólar e recuou para a mínima em um mês frente a libra, depois da Standard & Poor's ter alertado que o sistema bancário da Grécia continua ameaçado pela fraca perspectiva econômica do país. Além disso, a Irlanda anunciou planos para injetar bilhões de euros no seu enfraquecido sistema bancário, destacando a fragilidade de sua recuperação.

 

Como resultado, o euro apagou todos os ganhos obtidos na semana passada do apoio anunciado pela zona do euro à Grécia, que ajudou o país a colocar uma oferta de bônus de 7 anos na segunda-feira. Os bônus da dívida da Grécia ficaram sob pressão após a oferta de ontem ter falhado em atrair o mesmo interesse de emissões anteriores, o que forçou o Tesouro grego a pagar um juro mais alto para colocar os papeis.

 

"Qualquer tremor na dívida soberana da Europa leva as pessoas correrem para o dólar", disse Joseph Trevisani, analista-chefe de mercado da FX Solutions, em Saddle River.

 

Para piorar, o FMI rebaixou sua previsão de crescimento para a Alemanha - maior economia da zona do euro - e alertou que existem "riscos de baixa substanciais" oriundas, em parte, da fraqueza do setor bancário por causa de sua exposição ao sul da Europa.

 

O dólar e a libra também se beneficiaram de indicadores econômicos mais fortes divulgados nos EUA e Reino Unido. A confiança do consumidor americano voltou a subir em março, enquanto o crescimento do PIB do Reino Unido no quarto trimestre foi revisado em alta, de +0,3% para +0,4%.

 

"A confiança do consumidor americano ficou acima do esperado, portanto, a interpretação é que a economia dos EUA está se recuperando mais rápido do que a da Europa", disse Ian Naismith, gerente do fundo cambial da Sarasota Capital Strategies, na Flórida.

 

No final da tarde em Nova York, o euro estava em US$ 1,3413, de US$ 1,3475 ontem; o iene estava em 92,81 por dólar, de 92,49 por dólar ontem; o euro estava em 124,47 ienes, de 124,65 ienes ontem; a libra estava em US$ 1,5064, de US$ 1,4981 ontem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
moedaseurodólariene

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.