Euro cai com tensão entre coreias e preocupação com setor bancário

Às 8h07, o euro caía para US$ 1,2197, de US$ 1,2383 no fim da tarde de ontem

Danielle Chaves, da Agência Estado,

25 de maio de 2010 | 08h39

A tensão entre as Coreias do Norte e do Sul e os maiores custos dos financiamentos para bancos estão pressionando o euro nesta manhã, que opera abaixo de US$ 1,22. A busca por ativos seguros, que está beneficiando o dólar e o iene, foi gerada em boa parte por relatos de que o líder norte-coreano Kim Jong-il, colocou suas tropas em posição de combate.

 

Embora, segundo fontes, isso tenha acontecido na semana passada, os relatos foram suficientes para dar aos investidores mais uma desculpa para se afastarem de ativos de maior risco - como o euro. Além disso, preocupações com o setor bancário da zona do euro se intensificaram conforme o custo do financiamento interbancário aumentou. Isso se refletiu nas taxas de três meses em dólares, que deverão ser fixadas em cerca de 53 pontos-base hoje, de 51 ontem.

 

A pressão sobre o setor bancário cresceu depois que os bancos da Espanha enfrentaram novas

reestruturações - quatro das maiores instituições de poupança do país se fundiram para formar o terceiro maior banco de poupança espanhol. Enquanto isso, a União Europeia estuda propostas para uma taxação dos bancos com intenção de fornecer financiamento a um programa de seguros para futuras falências de instituições financeiras.

 

Esses acontecimentos no setor bancário mundial poderão desacelerar os empréstimos e colocar mais um freio na recuperação econômica global. Como resultado, as moedas mais ligadas às commodities, como o dólar australiano, foram prejudicadas.

 

Analistas não esperam alívio para o euro no restante do dia, já que os indicadores que serão divulgados nos EUA deverão vir fortes e, por isso, o dólar provavelmente vai se tornar ainda mais atraente.

 

Às 8h07 (de Brasília), o euro caía para US$ 1,2197, de US$ 1,2383 no fim da tarde de ontem, e para 109,06 ienes, de 111,00 ienes. Enquanto isso, o dólar recuava para 89,44 ienes, de 90,40 ienes ontem, e a libra declinava para US$ 1,4311, de US$ 1,4438. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
eurolibracobre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.