Euro em baixa com pressão sobre bônus gregos renovando preocupações

Euro era negociado a US$ 1,3468; dólar avançava para 92,62 ienes, de 92,56 ienes ontem

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

30 de março de 2010 | 10h06

O euro é negociado em leve baixa, perdendo seus ganhos iniciais, depois de os bônus gregos ficarem sob pressão de venda, atraindo a atenção do mercado para os problemas fiscais que ainda afligem a Grécia. No começo do dia, o euro superou US$ 1,35.

 

A pressão sobre o euro sinaliza que a mais recente emissão de bônus por parte da Grécia e o apoio internacional ao país não são suficientes para escoltar a moeda de um declínio.

 

O euro obteve alguma valorização a partir da semana passada, quando a União Europeia (UE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) elaboraram um acordo para resgatar a Grécia de uma insolvência potencial. Uma emissão de 5 bilhões de euros em bônus gregos ontem também deu suporte ao euro.

 

No entanto, a apreciação do euro não acompanhou o ritmo de moedas como a libra e o dólar australiano, que normalmente tendem a ter boa performance quando o sentimento dos investidores melhora, e, depois de alguma valorização, a moeda recuava nesta terça-feira.

 

Os mais pessimistas consideram esses indícios nebulosos, sugerindo que os investidores podem continuar a punir a moeda comum pela desordem fiscal na zona do euro.

 

Às 10h02 (de Brasília), o euro era negociado a US$ 1,3468. Ontem, no final da sessão em Nova York, a divisa europeia era transacionada a US$ 1,3475. O dólar avançava para 92,62 ienes, de 92,56 ienes ontem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
eurogrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.