Euro ganha força ante o dólar após PMI da zona do euro

O euro ganhou força ante o dólar influenciado por novos sinais de que a economia da zona do euro está em aceleração. Segundo dados preliminares, divulgados pela Markit, o índice dos gerentes de compras (PMI) composto superou as estimativas do mercado para abril e alcançou o melhor nível em quase três anos, aos 54,0.

FERNANDO LADEIRA, Agencia Estado

23 de abril de 2014 | 21h00

Em seguida, o dólar também perdeu força ante o euro e o iene após as vendas de moradias novas dos EUA decepcionarem em março, com uma queda de 14,5%, segundo dados anualizados, contrariando as projeções de melhora no indicador. O euro alcançou US$ 1,3854 na máxima do dia e o dólar atingiu a mínima de 102,18 ienes ante a moeda japonesa.

A depreciação do dólar australiano também entrou em destaque. A Austrália divulgou uma inflação menor que a esperada para o primeiro trimestre deste ano, afastando a possibilidade de o Banco da Reserva da Austrália (RBA, na sigla em inglês) elevar os juros antes do esperado.

No final da tarde em Nova York, o dólar estava cotado a 102,52 ienes, de 102,62 ontem; o euro estava cotado a US$ 1,3818, de US$ 1,3806 ontem; a libra estava cotada a US$ 1,6782, de US$ 1,6828. O dólar australiano estava cotado a US$ 0,9292, de US$ 0,9368 ontem. Frente à moeda japonesa, o euro valia 141,66 ienes, de 141,66 ienes ontem. O dólar estava a 0,8836 francos suíços, de 0,8852 ontem e o euro valia 1,2208, de 1,2220 ontem. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tudo o que sabemos sobre:
moedas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.