Euro oscila com dúvida sobre compra de bônus pelo BCE

Informações divergentes sobre se o Banco Central Europeu (BCE) vai ou não retomar a compra de bônus soberanos guiam os movimentos do euro na manhã desta sexta-feira. Enquanto isso, o dólar aguarda os dados sobre o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA, previsto para as 9h30 (de Brasília).

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

27 de julho de 2012 | 08h43

No começo do dia o euro caiu à mínima de US$ 1,2242, depois de o Bundesbank, o banco central da Alemanha, reiterar que se opõe a compras de bônus soberanos pelo BCE. Mas uma reportagem do jornal francês Le Monde inverteu a trajetória do euro, que superou US$ 1,23, ao afirmar que o BCE estaria preparando uma ação coordenada com o fundo de resgate europeu para comprar dívida da Espanha e da Itália.

Alguns estrategistas comentaram que o euro pode subir ainda mais em relação ao dólar conforme crescem as expectativas de que o Federal Reserve adotará mais medidas de estímulo à economia dos EUA na reunião de política monetária da próxima semana. "O renovado foco nos fatores negativos para o dólar antes da reunião do Fed pode ajudar a sustentar o euro no curto prazo", disseram analistas do Citigroup em nota a clientes.

Dados fracos sobre o PIB dos EUA devem pesar sobre o dólar, o que também pode levar autoridades do Japão a agirem para conter um avanço do iene, já que a moeda norte-americana está perto de recuar firmemente abaixo de 78 ienes. Hoje a libra superou US$ 1,5738, atingindo novas máximas em um mês.

O tom no geral estável nos mercados beneficia divisas de países europeus emergentes, com o florim da Hungria atingindo o nível mais alto diante do euro desde setembro e o zloti da Polônia alcançando uma máxima em quatro meses sobre a moeda europeia.

Às 8h26 (de Brasília), o euro subia para US$ 1,2294, de US$ 1,2281 no fim da tarde de ontem, e para 96,09 ienes, de 96,03 ienes, enquanto o dólar caía para 78,15 ienes, de 78,23 ienes. A libra avançava para US$ 1,5722, de US$ 1,5689 ontem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
mercadoeuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.